Coronavírus (COVID-19) positivo em cachorros e gatos. O que dizer sobre isso?

O que dizer sobre COVID-19 e animais domésticos?


 Não esqueçam de compartilhar essa informação com quem tem e ama Pets. Essas informações vão deixar os tutores muito mais tranquilos e não desfazer ou abandonar os pets domésticos!

Essa postagem irá esclarecer muitas dúvidas sobre esse vírus que está assustado bastante a população mundial. Ainda mais que saiu a notícia da segunda onda do COVID-19 na Ásia, sendo a cidade de Pequim, na China, o epicentro da doença. Há também aumento dos casos de contaminação no Japão e contaminação e morte na Índia.

Antes mesmo desse segundo epicentro, na China e nos EUA ocorreram casos de contaminação de Coronavírus (COVID-19) em cachorros. 
Já a Bélgica apresentou caso de contaminação de coronavírus em gatos (vírus foi isolado nas fezes dos felinos). Este último, possuía sinais clínicos respiratórios e digestivos.
Além disso, já vimos cães na China utilizando máscaras.


Cachorros utilizando máscaras. No caso dos cães, gatos e outros pets a máscara é dispensável.

 1) Mesmo contaminados, os cachorros e gatos podem transmitir Coronavírus (COVID-19) para nós, humanos?

A resposta é não! Os cachorros e gatos não transmitem COVID-19 mesmo contaminados com o vírus!
Até o momento, as organizações envolvidas na saúde pública humana e na saúde veterinária concluíram que gatos e cachorros não têm relevância na transmissão do coronavírus (COVID-19) (clique aqui para acessar o site da OMS em inglês). Não há evidência e estudos de que os Pets possam transmitir essa doença por secreções. A contaminação de humanos para animais aconteceria em situações excepcionais.

O COVID-19 é exclusivamente humano (espécie-específico). Os casos dos cachorros de Hong Kong e da Califórnia e do gato da Bélgica, que foram vistos com carga viral, simplesmente percebeu-se que havia o vírus no corpo desses animais. Porém, tal vírus não possuiu efeitos graves (causador de doenças) e esses pets não apresentaram sinais clínicos importantes e graves referentes ao vírus humano. E o mais importante: o vírus não irá replicar ou mesmo o cachorro ou gato transportar e transmitir, através de secreções, pra outros animais e humanos.


Imagem que virou símbolo e representou o Coronavírus humano.

2) Quais os motivos dos cachorros e gatos terem pego o coronavírus?

O principal motivo seria a alta concentração viral no ambiente que, consequentemente, fez com que o parasita entrasse no corpo do Pet. No entanto, qualquer vírus de qualquer espécie poderia ter feito isso.

3) Cachorros e gatos transmitem o coronavírus por contato direto?

A resposta é sim!
Caso o pêlo, pele, focinho, patinhas ou qualquer outro local do seu pet esteja com o vírus, ele, quando entrar em contato direto com você, poderá passar o vírus para suas mãos ou corpo e você se infectar caso inocule o parasita.
Uma analogia para melhor entendimento: Quando um humano suspeito ou doente por coronavírus toca em uma maçaneta, todos os humanos que tocarem tem chance de contrair o vírus, ou seja, a maçaneta transmite o vírus por contato direto.

Se uma pessoa positiva para COVID-19 entrar em contato com seu pet, o mesmo podo obter carga viral e transmitir para você. Por esse motivo, indicamos isolamento da pessoa suspeita ou positiva para Coronavírus humano e também do Pet dessa pessoa. Ambas devem ficar em casa.


 Por esse motivo, indicamos que humanos confirmados com a doença não tenham contato com animais e, principalmente, outras pessoas. Caso tenha com animais, ambos devem ficar isolados.
Não pelo motivo dos Pets pegarem a doença, mas sim pra proteção do animal pegar essa carga viral e passá-la adiante.
Além disso, é muito importante o uso de botinhas, óculos e roupinhas para proteger os animais quando os mesmos saírem de casa. Isso minimiza o risco dos Pets pegarem e transmitirem o vírus. Porém, reforçando, evite isso. Saia de casa apenas quando seu cachorro ou gato estiver doente. Pratique exercícios com ele em casa e evite passeios.

4) Cachorros e gatos podem pegar outros tipos de Coronavírus (diferentes do COVID-19)?

A resposta é sim!
O coronavírus na verdade é uma família. Existem vários tipos. O COVID-19 é um deles. Existem os Coronavírus tanto felinos quanto caninos.

Em cães, inclusive, existem vacinas contra o vírus que são aquelas primeiras doses que todo tutor (a) da quando o cãozinho é filhotinho. Chamamos essa vacina de polivalente e é de extrema importância vaciná-los com ela, pois apesar do coronavírus ser diferente, a mesma possui leptospirose que é uma doença doença transmitida para humanos.
Em relação aos gatos, existe um tipo de coronavírus (Peritonite Infecciosa Felina (PIF)), mas infelizmente não há vacina até o momento que escrevemos esse artigo. Tal doença em felinos é muito grave e não possui tratamento. Além disso, é altamente contagiosa entre os gatos através de secreções do pet que está contaminado para o que não está.

5) Como ocorre a transmissão de Coronavírus em cachorros e gatos?

Em cachorros a transmissão é oro-fecal. Desse modo, o cachorro precisa ter contato com as fezes do animal contaminado para adquirir a doença. Animais vacinados, caso a vacina seja de qualidade e armazenada da maneira correta pela clínica ou hospital veterinário, dificilmente irão adoecer caso tenham contato com as fezes do animal contaminado.

Já em gatos a transmissão se dá através de secreções, como a saliva ou gotículas respiratórias. Desse modo, o gato precisa ter contato com a saliva ou secreções respiratórias do felino contaminado para adquirir a doença. Um exemplo das duas situações seria o compartilhamento de bebedouros e comedouros e um ambiente com alta concentração de gatos, respectivamente.


Ambiente mostrando concentração muito alta de gatos. Isso predispões a troca de gotículas ou secreções respiratórias e, consequentemente, aumentam as chances de transmissão de Coronavírus Felino.

6) O coronavírus dos cachorros e gatos transmite aos humanos?

A resposta é não!
Todos são espécie específicas. Então, o coronavírus canino não passa pra humanos e nem para gatos e o coronavírus felino também não passa para cães e humanos.

7) Como deve ser os cuidados do humano suspeito para COVID-19 ou positivo com o animal doméstico?

Por mais que não ocorra o desenvolvimento do coronavírus humano em cães e gatos e vice versa, os cuidados devem sim existir!

Humanos suspeitos da doença ou positivos devem usar máscaras perto dos animais e não é necessário utilizá-las em pets, pois os mesmos, como dito anteriormente, não transmitem o vírus através de secreções e sim pelo contato. Caso o isolamento do pet e do dono seja TOTAL, ou seja, zero contato com outros humanos ou sem receber visitas em casa, não há necessidade de usar máscara na residência.
Utilização de luvas e a higienização das mãos com água e sabão ou álcool em gel antes de ter contato com humanos e animais.
É indicado isolamento do pet quando o humano tem suspeita ou é positivo para doença, pois os cachorros e gatos podem transmitir a doença para outros humanos através de contato direto.
Desinfecção ambiental é essencial! Utilize desinfetante a base de amônia quaternária em casa e em todos os utensílios da casa e pessoais.
Outro cuidado importante é com a higiene. Tanto nos animais quanto humanos. Lave periodicamente as patinhas do seu animal e dê banho 1 vez por semana para retirar sujidades e possíveis cargas virais. Dê o banho em casa!
Evite sair para passear. Porém, quando isso acontecer, faça a atividade física utilizando botinha, meia ou tênis, óculos escuro e roupinha.
O mais importante: Fique em casa com seu Pet. Desse modo todos estarão seguros: você, outros humanos e outros animais. Caso respeite isso, é impossível ocorrer transmissão por contato direto ou secreções.


Manter-se em casa com seu Pet é o jeito mais seguro de não ocorrer transmissão de humanos para humanos, através de secreções, e de pets para humanos, através do contato direto.


 Esses cuidados valem para qualquer espécie Pet e devemos pecar pelo excesso!
Lembrando que não é necessário desfazer ou abandonar os pets, pois eles não tem culpa de nada e não transmitem a doença por secreções. Este é o modo como os humanos transmitem uns para os outros, ou seja, a disseminação da doença por secreções respiratórias é muito fácil e rápida de acontecer. E, reforçando, isso não ocorre com os animais domésticos.


O abandono de animais aumentou muito devido a pandemia causada pelo Coronavírus. Notícia triste e sem justificativa, como mostrado nesse artigo.


8) Considerações finais:

Com o objetivo de monitorar o coronavírus, um importante laboratório americano, a Idexx, desenvolveu um teste de COVID-19 para pets, já realizado em milhares de animais. 
A boa notícia: todos deram negativos! Isso reforça a ideia de que pets não contraem ou transmitem o vírus.

Não esqueçam de compartilhar essa informação com quem tem e ama Pets. Essas informações vão deixar os tutores muito mais tranquilos e não desfazer ou abandonar os pets domésticos!
Essa publicação é muito importante pra todos.
Além disso, deixe seu comentário aqui embaixo com seu Feedback. Eles nos ajudam imensamente a produzir mais conteúdos como este.

Para conhecer mais sobre a gente, acesse:
Nosso Site
Nosso Instagram
Nosso Facebook
Nosso Canal no YouTube
Nosso Blog

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COMO ESCOLHER A MELHOR RAÇÃO PRO MEU CACHORRO OU PRO MEU GATO?

COMO CORTAR A UNHA DO CACHORRO, GATO E OUTROS PETS? QUAL A IMPORTÂNCIA E QUAIS SÃO OS PERIGOS?